COMO COMEÇAR A VENDER ONLINE

00:44

Na última publicação contei-vos como renovar o guarda-roupa sem gastar dinheiro. Uma das dicas passava por vender/trocar/comprar online, recordam-se? Pois bem, na publicação de hoje digo-vos qual a melhor maneira de vender/trocar as coisas que já não usam.








ARRANJA UMA BOA PLATAFORMA

Ainda que uma página no facebook seja uma boa opção, esta é muito limitada no momento de divulgar o negócio. Com um perfil criado, a partilha tornar-se-ia mais simples, mas vai contra os termos de utilização do site, pelo que poderias a qualquer momento ver o teu acesso ao perfil bloqueado.

Pela minha recente experiência, as melhores plataformas para criar um espaço de vendas e trocas são o Instagram e o OLX, sobretudo se forem conjugadas. No instagram tens tudo exposto de uma forma organizada e simples, mas torna-se difícil fazer com que as pessoas encontrem facilmente as peças que procuram. Já no OLX, a procura de artigos específicos é muito mais rápida.


UTILIZA UM NOME E IMAGEM APELATIVOS

Tal como num blog, o nome e a imagem são muito importantes. Mesmo que não te sintas muito inspirada, há sempre alternativas aos usernames com "roupinhas", "lojinha", "usados isto-e-aquilo". Não há nada de mal com estes nomes, até permitem identificar previamente o conteúdo da página. Porém, se te queres destacar no meio de milhares de pessoas a fazer a mesma coisa, convém teres o mínimo de atenção a estes dois pormenores.

Quanto à imagem, não precisas de um grande logótipo. Porque não procurar imagens no pinterest que simplesmente encaixem no teu tipo de negócio? 

Se a tua intenção é fazer uns trocos e não montar uma empresa, não precisas de grande trabalho neste aspecto. Certifica-te simplesmente de que o teu espaço tem uma imagem o mais apelativa possível.

TIRA FOTOS DURANTE O DIA E COM UM FUNDO SIMPLES

Tendo em conta que a maioria das pessoas neste meio recorre à câmara do telemóvel, é importante relembrar que esta muitas vezes não faz justiça à beleza das coisas. E, quando dependemos de uma boa imagem para atraír potenciais clientes, temos de nos esforçar por obter o mínimo de qualidade.

Fotografar durante o dia, com luz natural, permite que se veja melhor as cores e pormenores da peça, enquanto que se usarmos flash ou tirarmos a foto num ambiente escuro, podemos transmitir descuido e acabamos por não revelar o artigo como este o é realmente.

Se tiveres um prego na parede (de um quadro, por exemplo) com uma parede lisa de fundo, podes sempre pendurar a roupa nesse espaço e obter um ótimo resultado. Se preferires fotografar a peça em cima da cama, certifica-te de que a colcha ou lençóis não camuflam demasiado as roupas.

Evita tirar fotografias à roupa com esta no chão (acredita que é algo que se vê bastante).

UTILIZA A DESCRIÇÃO PARA COLOCARES AS TUAS CONDIÇÕES DE VENDA

Sobretudo no Instagram, devido ao limite de 150 caractéres da bio, torna-se difícil colocar todas as condições sob as quais trabalhamos. Porém, trata-se de priorizarmos e sabermos o que é mais importante transmitir às clientes.

São várias as coisas que podem constar na bio da tua loja, como por exemplo: se envias pelos ctt ou só fazes entrega em mão, se só vendes ou também fazes trocas, se envias à cobrança, se te responsabilizas ou não por perdas dos CTT, enfim... são tudo elementos que deves considerar ter expostos.




NÃO TENS FEEDBACK? NÃO DESESPERES.

Ninguém tem feedback quando começa a vender online, temos sempre de começar por algum lado. Contudo, há muitas pessoas que se recusam a fazer negócio com lojas que não o tenham, ou que impõem a estas algumas condições de segurança (como só comprar à cobrança ou enviar a sua parte da troca só depois de receber a tua).

Há várias maneiras de transmitires confiança às tuas primeiras clientes. Deixa o teu facebook ou instagram pessoal, por exemplo. Mostra-te prestável, sensata e compreensiva. 

Caso te sugiram que envies primeiro a tua parte da troca, por motivos de segurança da outra loja, certifica-te de que esta tem feedback. Tu não tens, por isso escolhes sujeitar-te a essa situação ou não. Se a loja que te apresentar esta proposta não tiver comentários de clientes, talvez seja melhor não arriscares.

Quando as tuas primeiras vendas forem recebidas pelas clientes, estas avisar-te-ão quando receberem. Tira print screen a todos os testemunhos e publica-os na página de vendas ou noutra destinada a esse efeito. 
Como podem ver pelas imagens, eu opto por ter uma página só para o feedback associada àquela em que faço a exposição e venda dos artigos.

Se alguma amiga tua já tiver uma página de vendas, pede-lhe para te recomendar às suas clientes. É uma ótima forma de começar.



QUE PREÇOS PEDIR PELOS ARTIGOS?

Hás de ler a frase "Eu pratico os preços que quero, só compra quem quer" muitas vezes. E, apesar disto ser verdade, denota muitas vezes uma falta de bom senso e também alguma arrogância por parte de quem a diz. 

Será justo vender um casaco com algum uso a 35€ quando te custou 40€ e nos saldos chegou a estar a 27€? Todas nós queremos facturar um pouco, mas isto só difículta o teu processo de vendas. Praticas os preços que quiseres, mas pergunta-te "compraria esta peça, neste estado, por este preço?" ou "será que pelo preço que estou a pedir, as pessoas não conseguiriam comprar novo?"

Tem atenção ao preços que outras lojas praticam e compara-os com os teus, sobretudo aquelas que vendem alguma peça igual ou idêntica à tua.

ENTÃO E SEGUIDORES?

Esta é a parte mais fácil. É uma loja, não um perfil pessoal. Seguires 7,000 lojas ou pessoas, não é crime e é até uma boa jogada, pois é muito provável que muitas delas te sigam de volta. 

As lojas em segunda mão, por norma, não se importam que sigas as pessoas que as seguem (por exemplo, visitares a página de uma loja e começares a seguir todas as pessoas na lista de seguidores). Este tipo de rivalidade é mais frequente nas lojas de artigos por encomenda, uma vez que a maioria vende peças iguais e por isso não querem que outras encontrem os seus clientes. 

As lojas de usados dependem umas das outras, a maioria dos negócios que irás fazer serão com outras lojas. Desta forma, há sempre um apoio mútuo.

QUAL A MELHOR FORMA DE EMPACOTAR AS PEÇAS?

Neste aspecto, estás à vontade para escolher qual a melhor opção para ti. Há lojas que enviam em sacos de plástico, em caixas de sapatos, etc. Enviar com os pacotes dos CTT sai muito caro mas se preferires algo do género, o Continente vende packs de envelopes almofadados a preços mais acessíveis. 

Pessoalmente, embrulhar encomendas é algo que aprecio bastante, por isso opto por usar papel de embrulho e o resultado é muito cute.




A DESCRIÇÃO DOS ARTIGOS

Algo que afugenta potenciais clientes, são as fotografias sem preço ou qualquer outra informação. Recomendo que coloquem o preço, o tamanho, a marca (se tiver) e alguma informação extra (algum defeito, marca de uso, condição da peça, etc). Mais vale colocar a mais, que a menos!




QUAL O MELHOR TIPO DE CORREIO PARA ENVIAR OS MEUS ARTIGOS?

Os ctt dispõem de vários métodos. O mais utilizado e também o mais barato, é o correio normal. No entanto, há sempre risco de extravio (a encomenda perder-se pelo caminho) e os CTT não se responsabilizam por isso. Ainda que a probabilidade de extravio seja pouca, é muito chato quando acontece.

Existem envios mais rápidos que o correio normal, como o correio azul ou verde (neste último só pagas o envelope, não pagas portes de acordo com o peso. É util para peças pesadas, mas não muito grandes).

O correio registado é o melhor tipo de correio, não só chega muito rápido como também tem um código associado a cada encomenda que permite que esta seja localizada a qualquer momento, impedindo que esta extravie. É, contudo, caro. 

Ajuda o cliente a escolher o tipo de correio mais adequado, mas caso o valor da encomenda seja relativamente alto, opta sempre por enviar em registado.


E ENVIAR À COBRANÇA?

A cobrança é um serviço que combina o correio registado com o pagamento no acto de entrega. A nível de preço, é ainda mais caro que o registado e, para quem vende, pode até ser muito desvantajoso; Isto porque temos de pagar o envio previamente e a pessoa só paga quando recebe a encomenda. Ou seja, se a encomenda não for levantada, perdes o dinheiro gasto. 

Se alguém quiser que envies à cobrança, faz questão de falar com a cliente, explicar que para ti é muito dispendioso enviar o artigo para depois a encomenda não ser levantada. Tenta também perceber se a cliente é de confiança, se já fez anteriormente compras à cobrança e se as levantou.

PROFISSIONALISMO E SENSATEZ

Mais uma vez frizo que a sensatez é uma qualidade muito apreciada neste meio. Convém termos consciência de que a opinião do cliente é importante e que reagir com altivez e arrogância, só serve para descredibilizar o nosso negócio e, dependendo da situação, até manchar o nosso nome. Resolve todo e qualquer problema que surja com compreensão e bom senso, ouve o cliente e ajuda-o no que te for possível. A nossa intenção é, acima de tudo, juntar uns trocos ou arranjar roupa nova, não aproveitarmos-nos das outras pessoas.

Para qualquer dúvida adicional, utilizem o separador de contacto acima ou a secção de comentários a esta publicação. Há muitas mais coisas que adorava partilhar convosco, mas isto já está mais longo do que devia. 

Desejo-vos muita sorte nas vossas vendinhas e, para quem está à espera das dicas para comprar online em segurança e poupando dinheiro, eu logo regresso com essa temática :)

Beijo,
Rita




You Might Also Like

0 comentários